fbpx

Como diferenciar os gêneros literários?

O que distingue um conto de uma crônica, ou um romance de uma novela

Os textos em prosa são, em geral, divididos em conto, crônica, novela e romance. Tais gêneros literários, embora não sejam, definitivamente, exatos, têm uma série de leis que os distinguem uns dos outros. Você sabe o que indica que uma narrativa se trata de um conto ou uma crônica, por exemplo?

Gêneros literários: Conto ou crônica?

Gêneros literários: conto e crônica
Na imagem: Antes do Baile Verde, coletânea de contos de Lygia Fagundes Telles; Melhores crônicas, coletânea de crônicas de Cecília Meireles. Foto: Divulgação.

De maneira sucinta, os contos retratam um conflito, ou acontecimento, único — isto é, há apenas um clímax, somente um grande momento de tensão, para qual se direciona a narrativa. Portanto, tais textos são mais concisos, têm poucos personagens e podem ser lidos com certa rapidez. Essas histórias curtas são, geralmente, ficcionais. Para conhecer melhor a produção contista brasileira, é imprescindível ler a obra de Lygia Fagundes Telles, importante autora de contos da literatura nacional.

Por outro lado, a crônica se trata, em geral, de uma narrativa, fundamentalmente, cotidiana. Ou seja, esses textos, que podem ser ficcionais ou não, são quase sempre contados em primeira pessoa e narram fatos rotineiros e ordinários, a fim de gerar um efeito cômico ou reflexivo. Além disso, as crônicas estão entre o literário e o jornalístico — logo, as mesmas tendem a ser publicadas em jornais, embora possam ser reunidas em livros. Uma sugestão de leitura é a coleção Melhores crônicas, da notável cronista fluminense Cecília Meireles.

Gêneros literários: Romance ou novela?

Gêneros literários: romance e novela
Na imagem: As obras O alienista e Dom Casmurro, ambas de Machado de Assis. Foto: Divulgação.

Para a decepção de muitos, as novelas literárias não equivalem às novelas de televisão. Ao contrário, enquanto as últimas se estendem por muitos episódios, as novelas escritas são curtas: mais extensas que os contos, mas menos complexas e menores que os romances. Esses textos, em comparação aos romances, costumam ter uma quantidade inferior de personagens, bem como pouca densidade de detalhes. Escrita por Machado de Assis, O alienista é uma ótima referência do gênero.

Já os romances não se tratam, necessariamente, de narrativas românticas, histórias de amor. Tratam-se, na verdade, de livros mais longos e complexos, com maior número de personagens e acontecimentos. Os romances tendem a  abarcar, com superior completude, os detalhes, ações e figuras do enredo, e, desse modo, têm mais páginas. Isto não significa que eles precisam ser enormes calhamaços — os mesmos podem ser relativamente curtos, se maiores e mais densos que os formatos citados acima. Um bom exemplo é o célebre Dom Casmurro, de autoria do grande escritor e romancista Machado de Assis.

 

Entender as diferenças entre os gêneros do texto em prosa é essencial para as questões de linguagem e literatura, bem como um assunto bastante comum dos vestibulares.

Para mais conteúdos literários, basta acompanhar o blog e seguir, também, nossas redes sociais: @tudosobreenem, @tudosobreossaupe, @tudosobreopasunb, @tudosobreopasufla, @tudosobreopism,  @tudosobreopasuem, @tudosobreopss, @tudosobreopave, @tudosobreosisuea.

 

 

Related Articles

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *